Policial, Suspense e Mistério - Leio Livro

A filha

Sinopse

A NOITE DO DESAPARECIMENTO

Ela me contava tudo.
A polícia, a foto dela. Isso vai ajudar.
Mas a foto não mostra como seu cabelo brilha como ouro sob o sol.
Ela tem uma pintinha bem embaixo da sobrancelha esquerda.
Ela tem um leve perfume de limão.
Ela rói as unhas.
Ela nunca chora.
Ela ama o outono, eu quis contar aos policiais. Ela coleciona as folhas que caem, como uma criança. Ela é só uma criança.

POR FAVOR, ENCONTREM MINHA FILHA.

UM ANO DEPOIS

Naomi permanece desaparecida. Jenny, sua mãe, está obcecada. A família se despedaçou. Será que descobrir a verdade sobre Naomi é a única forma de salvar essa família? Ou a verdade vai destruí-la de vez?

Jennifer Malcolm tem uma vida perfeita. Ela e o marido são médicos bem-sucedidos, com carreiras estelares, um casamento amoroso, uma bela casa num bairro de classe média e três filhos. Quando a filha mais nova, Naomi, com apenas 15 anos, não volta para casa após a apresentação de uma peça escolar, Jenny se desespera. Horas e dias se passam sem notícias da caçula. A polícia é envolvida. Todos temem pelo pior.

Com o passar dos meses, a fachada de perfeição da família começa a desmoronar. Perguntas indesejadas levantam dúvidas que Jenny gostaria que nunca tivessem surgido, segredos que deveriam ter permanecido no esquecimento.

Seguindo a tradição de grandes nomes do suspense, como Tana French, Ruth Rendell e Gillian Flynn, este thriller psicológico emocionante e inteligente vai fazer o leitor se perguntar o quanto realmente conhece seus vizinhos, sua família e até a si mesmo.

Ler Resenha

Antes da queda

Sinopse

Em uma noite quente e nebulosa, onze passageiros decolam em um jatinho particular da ilha de Martha’s Vineyard em direção a Nova York. Porém, dezoito minutos depois, o imponderável acontece: a aeronave despenca no oceano. Os únicos sobreviventes são Scott Burroughs, um pintor desconhecido e fracassado, e J.J., um menino de quatro anos, filho de um magnata milionário do ramo das telecomunicações.

A riqueza e o poder de parte dos passageiros despertam as teorias mais variadas sobre a queda: tantas pessoas influentes teriam morrido em um acidente por mero acaso? Ou teria sido vingança, terrorismo, queima de arquivo? Com capítulos alternando entre os acontecimentos subsequentes à queda e o passado dos passageiros e integrantes da tripulação, o mistério que cerca a tragédia se torna cada vez maior. Enquanto as tramas dos personagens se desenrolam, estranhas coincidências apontam para uma conspiração.

Neste suspense eletrizante, Noah Hawley expõe a perversa relação entre jornalismo e entretenimento, o culto às celebridades e o lado obscuro da fama, além de refletir sobre a natureza da arte e a aleatoriedade do destino.

Ler Resenha

Tudo o que nunca contei

Sinopse

Na manhã de um dia de primavera de 1977, Lydia Lee não aparece para tomar café. Mais tarde, seu corpo é encontrado em um lago de uma cidade em que ela e sua família sino-americana nunca se adaptaram muito bem.

Quem ou o que fez com que Lydia — uma estudante promissora de 16 anos, adorada pelos pais e que com frequência podia ser ouvida conversando alegremente ao telefone — fugisse de casa e se aventurasse em um bote tarde da noite, mesmo tendo pavor de água e sem saber nadar? À medida que a polícia tenta desvendar o caso do desaparecimento, os familiares de Lydia descobrem que mal a conheciam. E a resposta surpreendente também está muito abaixo da superfície.

Conforme analisa e expõe os segredos da família Lee — os sonhos que deram lugar às decepções, as inseguranças omitidas, as traições e os arrependimentos —, Celeste NG desenvolve um romance sobre as diversas formas com que pais, filhos e irmãos podem falhar em compreender uns aos outros e talvez até a si mesmos. Uma uma observação precisa e dolorosa do fardo que as expectativas da família representam e da necessidade de pertencimento. Um romance que explora isolamento, sucesso, questões de raça, gênero, família e identidade e permanece com o leitor bem depois de virada a última página.

Ler Resenha

A viúva

Sinopse

Ao longo dos anos, Jean Taylor deixou de contar muitas coisas sobre o terrível crime que o marido era suspeito de ter cometido. Ela estava muito ocupada sendo a esposa perfeita, permanecendo ao lado do homem com quem casara enquanto convivia com os olhares acusadores e as ameaças anônimas.

No entanto, após um acidente cheio de enigmas, o marido está morto, e Jean não precisa mais representar esse papel. Não há mais motivo para ficar calada. As pessoas querem ouvir o que ela tem a dizer, querem saber como era viver com aquele homem. E ela pode contar para eles que havia alguns segredos. Afinal, segredos são a matéria que contamina (ou preserva) todo casamento.

Narrado das perspectivas de Jean Taylor, a viúva, do detetive Bob Sparkes, chefe da investigação, cuja carreira é posta em xeque pelo caso, e da repórter Kate Waters, a mais habilidosa dos jornalistas que estão atrás da verdade, o romance de Fiona Barton é um tributo aos profissionais que nunca deixam uma história, ou um caso, escapar, mesmo que ela já esteja encerrada.

Best-seller do The Sunday Times e do The New York Times, um romance que é ao mesmo tempo a reconstrução de um caso de polícia e uma análise impiedosa de um relacionamento complexo.

Considerado pela Publishers Weekly “um romance de estreia excepcional”, A viúva foi escrito pela consagrada jornalista Fiona Barton, que ganhou destaque mundial na cobertura do caso Madeleine McCann, a menina inglesa desaparecida durante as férias da família em Portugal, em 2007.

A viúva vem sendo tratado pela impressa, a exemplo dos veículos The Bookseller e The Observer, como leitura perfeita para quem gosta de thrillers como A garota no trem e Garota exemplar.

Ler Resenha